Dia de São Valentim: A violenta origem

valentines-day

Ahhh o Dia de São Valentim!

Dia para celebrar o amor, o romance, a amizade.. não é tão lindo???

Mas sabiam que as origens desta celebração se baseiam numa festividade sangrenta e violenta?

Romanos, malucos da cabeça

De 13 a 15 de Fevereiro, os Romanos celebravam o Festival de Lupercália. Os homens sacrificavam uma cabra e um cão, esfolavam-nos, e “chicoteavam” as mulheres com as peles dos animais.

lupercalia

Por incrível que pareça, as mulheres faziam fila para serem açoitadas com as peles dos animais sacrificados! Acreditavam que se tornariam mais férteis, desta forma.

Na festa, eram, também, sorteados encontros entre casais. Os rapazes tiravam, à sorte, o nome da rapariga com quem iriam manter relações sexuais, até ao final do festival – ou pela noite dentro, se gostassem um do outro.

Os Antigos Romanos poderão, também, ser responsáveis pelo nome atribuído ao dia que celebramos hoje “O Dia de São Valentim”. O Imperador Cláudio II executou dois homens – de nome Valentim – no dia 14 de Fevereiro, em anos diferentes do Século 3 D.C. O seu martírio foi honrado pela Igreja Católica, ficando o dia 14 de Fevereiro conhecido como o Dia de São Valentim.

Mais tarde, o Papa Gelasius I, modificou um pouco a tradição e ordenou que o Festival de Lupercália fosse celebrado em conjunto com o Dia de São Valentim, por forma a expelir os rituais pagãos. Mas o festival passou a ser retratado apenas de forma teatral, com o passar do tempo, servia como desculpa para os casais se encontrarem para sexo antes do matrimónio, onde a bebida tinha um papel principal.

Por volta da mesma altura, os Normandos celebravam o Dia Galatin.
Galatin significa “o amante das mulheres”.

Paixão de Shakespeare

À medida que os anos foram passando, a celebração deste dia foi ficando cada vez mais doce. Chaucer e Shakespeare romantizaram o dia nas suas obras, que ganhou popularidade em Inglaterra, e pelo resto da Europa. Postais de papel começaram a ser trocado entre os casais da Idade Média.

 

 

Eventualmente, esta tradição chegou ao Novo Mundo. Com a Revolução Industrial, iniciou-se a venda de postais feitos nas fábricas no século XIX. E em 1913, A empresa Hallmark Cards de Kansas City, começou a produzi-los em série, para o dia 14 de Fevereiro. Este mês nunca mais foi o mesmo.

Hoje em dia, esta celebração é apenas um grande negócio. De acordo com a empresa de estudos de mercado IBIS World, as vendas no dia de São Valentim chegaram aos 17,6 biliões de dólares no ano passado. Este ano, espera-se que as vendas superem os 18,6 biliões de dólares.

 

E assim, as celebrações do dia dos namorados prosseguem, das mais diversas maneiras.

Muitos gastarão fortunas em jóias e flores para os seus mais que tudo, outros passarão o dia sozinhos (SAD – Single Awareness Day), jantando na sua própria companhia. Muitos até poderão comemorar da mesma forma que os Antigos Romanos… mas é melhor não pensarmos nisso 🙂

Anúncios

One thought on “Dia de São Valentim: A violenta origem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s