Depressão: e agora?

15697315_184042988732069_4753345087909454418_n.png

Deparei-me com esta imagem num dos meus sites de redes sociais e tinha de escrever algo sobre ela.

Há algum tempo que lido com a depressão, na adolescência foi-me diagnosticada depressão nervosa que, ao não ser tratada, se desenvolveu para uma depressão média: o meu estado actual.

Neste momento estou a ser seguida por uma psiquiatra (que em conjunto com a minha endócrinologista, formam a dupla de médicas mais queridas que já tive o prazer de conhecer) e tomo medicação para me ajudar a combater esta situação. Saliento que a medicação é um auxilio, não é uma solução para o problema!

Pensem na medicação como uma roldana: existe uma carga pesada que necessita ser içada, mas tal não é possível apenas com a nossa força física – aí entra a roldana – uma ajuda extra para solucionar um problema que já conseguimos identificar, já percebemos o que é necessário fazer, mas sozinhos não nos é possível completar.

Como todas as doenças de foro psicológico, há dias bons e dias menos bons. E eu noto que, tal como a imagem acima indica, nos períodos em que os dias menos bons prevalecem, o sistema imunitário vai abaixo, fico com dores nos músculos, às vezes fico engripada, sem força, sinto-me fisicamente doente.Estudos mostram que o elevado nível de stress interfere na produção de cortisol, hormona cuja função é inibir as defesas do organismo, evitando que o corpo se ataque a si próprio após enfrentar uma situação de risco.

Felizmente tenho muito mais dias bons do que o contrário. Esperem… vou reformular… Felizmente tenho muito mais dias excelentes do que o contrário!

Realmente a medicação ajuda, mas sozinha não faz nada. Aprendi a dar mais valor a mim própria e às minhas capacidades, livrei-me de carga negativa que me acompanhava há mais tempo do que devia, rodeei-me de pessoas que me amam, e que eu também amo muito, o meu círculo de amigos tornou-se muito mais pequeno, mas com estes sei que poderei contar sempre, e eles comigo, afinal a família não tem apenas de ser de sangue, família são as pessoas que escolhemos para estar sempre connosco.

Neste momento tenho perfeita noção das minhas capacidades e vivo bem com elas, enquanto que antes me ia abaixo sempre que não conseguia fazer alguma coisa, ou não a fazia tão bem como a próxima pessoa. Se tinha alguma tarefa para realizar, esta tinha de ficar perfeita em todos os sentidos! Era um stress, estou muito mais descontraída nesse aspecto.

Ainda há muito trabalho a fazer no que toca à auto-estima, mas uma coisa de cada vez. Mais vale ir trabalhando ponto a ponto e estes ficarem solucionados do que tentar trabalhar tudo ao mesmo tempo e não resolver nada.

A todos que lidem com estas questões, o meu bem haja. Desejo-vos toda a força do Mundo! Como diz a minha querida tia: nós não somos mais que ninguém, mas ninguém é mais que nós.

Anúncios

2 thoughts on “Depressão: e agora?

  1. Estamos juntos, mana. Sabes bem tb a minha historia…
    Uma depressao que desembocou em TOC. Psicologa de 15 em 15 e psiquiatra de 2 em 2, 3 em 3 meses.
    Cresci muito, aprendi muito, sou uma pessoa mais forte mas lamento que tenha que ter passado por isto. A TOC nao tem cura, e cronica, resta-me mante-la controlada ate ao fim dos meus dias. Prometi a mim mm depois de ter reaprendido a viver e de ter alcancado os principais objectivos que nao iria recair e vou fazee por isso.
    A medicacao ja e pouca mas vou morrer com ela quase de certeza. E se e para continuae a ter qualidade de vida, nao me importo nada. Mesmo. E psicologos, a minha e optima, acho k fazia bem a toda a gente, palavra.
    Quis deixar nos teus magnificos blog e post o meu testemunho. Muita forca pra ti tb mana, sempre ctg sabes bem!

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s