Blue Valentine

mv5bmtu4mtq2mza1ml5bml5banbnxkftztcwode3ntgwna-_v1_sy1000_cr006751000_al_

Para quem me conhece sabe que eu não morro de amores por chic fliks (filmes que dão ideias irrealistas de amor, com finais ainda mais irrealistas).

E quando me deparei com este filme, pensei logo: “MEU DEUS!!! Mais um daqueles filmes horrendos, ainda por cima com 2 actores que não me dizem nada, credo! Sai Satanás!”

Mas, há coincidências engraçadas, ao falar com um dos meus amigos ele referiu-me que adorou este filme e que, de alguma forma, lhe lembrava a sua própria vida.

Bem, dei-lhe uma hipótese. Numa das minhas muitas noites sozinha em casa, embrulhada na manta mais quentinha, lá vi o filme.

Devo dizer-vos que ainda bem que o fiz. Este filme, para além de lindo, é muito difícil de ver. Enche-nos o coração para depois o partir em mil pedaços. É absorvente e inquietante.

É a perfeita representação do comum mortal: eu, vocês e qualquer pessoa que passou por uma linda história de amor que acaba abruptamente.

Incrível a forma como nos conseguimos identificar com as personagens, mesmo no mais pequeno pormenor. Torna-se angustiante.

Quando acabei de ver o filme só me apeteceu dar um abraço bem apertado à pessoa que amo, por entre promessas de amor eterno.

Em termos de realização (Derek Cianfrance), saliento a forma distinta como a história se desenrola entre o passado e o presente. Não se trata de uma historia de amor que começa a nível plano, passa por um pico e depois sofre uma queda, pelo contrário, estes planos oscilantes dão-nos um melhor termo de comparação entre o pico de paixão do casal e o momento em que já não se podem ver um ao outro.

Os actores Ryan Gosling e Michelle Williams (que repito: não me interessam particularmente), conseguem transformar as personagens em pessoas verdadeiras, com histórias verdadeiras, histórias daquelas que já presenciámos pessoalmente ou vivemos através dos relatos de um amigo/a. Dou-lhes os parabéns.

Foi, de facto uma excelente aposta para um final de dia no sofá. A caixa de lencinhos de papel foi das personagens principais, chorei desalmadamente.

_Lilly_

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s