A vida dá muitas voltas…

Tenho 28 anos. Sou divorciada.

Eu sei, eu sei… “tão nova e já divorciada!”… sim sou, mas sempre fui feliz em todas as decisões que tomei! Bem… uma ou duas que mudava, se pudesse, como toda a gente…

Conheci-o quando tinha 17 anos, ele tinha 21. Éramos tão felizes!

Tínhamos encontrado, um no outro, a nossa metade em falta. E era tudo maravilhoso! Os passarinhos cantavam mais alto (uma melodia linda!), o Sol nascia mais brilhante que nunca, a comida sabia melhor… a vida tinha ganho sentido!

Quem diria que havia, noutro alguém, tanto de mim?

4 anos depois, casámos! Queríamos ficar juntos para sempre! Queríamos, muito, começar a construir a nossa família, a nossa casa, a nossa vida a dois.

Mas a vida interferiu… como diz o título: dá muitas voltas…

Entre relações “podres” com alguns familiares, a problemas financeiros, a choque de personalidades… o nosso conto de fadas teve um fim. Chegou a ser insustentável, o ar era pesado, o outro era um estorvo… ao fim de um ano de luta, tomámos a decisão.

Aos 26 anos tornei-me num dos tantos números que perfazem as estatísticas de divórcios no nosso país.

Foi um processo amargo, foi a fase mais triste da minha vida… chorei muito, gritei muito! Tinha em mim um vulcão em erupção! Sentia-me depressiva, sem rumo, inútil… aos 27 anos eu pensava que já não havia mais vida em mim… O sonho de ser mãe, cada vez mais longe… Não foi nada fácil.

No entanto, cá estou! 2 anos inteiros depois, 24 meses de luta! Estou aqui! Estou inteira!

Encontrei-me no meio dos destroços, renasci! Não sou a mesma mulher que era antes de toda esta experiência… sou eu, estou completa!

Quando nos dizem para darmos tempo ao tempo, pensamos: “Lá vem este cheio de moral… apetece-me gritar, não percebes? Apetece-me morrer!”, mas eles têm razão, o tempo ajuda, e muito! O tempo fez-me perceber que sou forte, que sou alguém para além do outro com quem partilhei tantos anos da minha vida.

Consegui reconstruir-me. E sou tão feliz! Sinto-me livre!

É tão bom conseguir escrever isto e dizer que me sinto bem, que estou feliz, que me sinto mais mulher!

Consegui aqui chegar com a ajuda da minha família e de alguns amigos próximos. Sozinha tinha sido um processo penoso, o qual, creio, ainda não estaria concluído.

Faltam-me limar algumas arestas, mas as que já fui limando conseguem mostrar-me que a vida vale a pena ser vivida, há sempre solução. O Sol nasce todos os dias para o mundo, e para mim.

Comecei a valorizar-me aos poucos, a cuidar de mim, a por-me bonita (para mim!). E a vida sorri, todos os dias!

untitled

Anúncios

One thought on “A vida dá muitas voltas…

  1. A vida e isso…a vida….podemos e devemos ao mesmo tempo viver o presente mas tb pensar no futuro. Mas a medio prazo pk ela coloca-nos problemas e desafios que nao esperavamos. A vida ja e tao complicada para que complica-la ainda mais. Somos humanos e mm assim. Mas o k importa mm e sarar bem as ferias, aprender com todas as experiencias (pos e neg) e levantarmo-nos (das neg) ainda mais fortes e sabios.
    Relativamente a situacao especifica, eu entendo. E curioso k knd uma pessoa se divorcia, perante a lei nao volta a ser solteira. Mesmo k nao se case mais e como se ficasse cadastrada com o “divorciada”. Claro k e facil falar, mas nao devemos dar impirtancia a isso. Claro na altura magoaste-te tanto, fizeste tantos planos, nem sonhavas com k tal acontecesse…e knd te viste perante a situacao deves ter pensado “como foi possivel?”. La esta…as coisas acontecem com ou sem culpa, a vida e um desafio k nos coloca desafios. Ficaste sem chao. Mas mantiveste-te agarrada aos teus, no meio da adversidade encontraste um novo amor k te faz sentir algo ainda mais intenso….as vezes as nossas tristezas sao um passo atras para se poderem dar dois a frente. E foi o k aconteceu. Es linda por dentro e por fora. E um privilegio k facas parte da minha vida. Tenho pena k um amigo k dizia ser o meu melhor amigo tenha sido a causa de um afastamento momentaneo k tivemos. Mas as accoes ficam com quem as pratica e o karma nao falha para o bem e para o mal. E ca estamos nos tao amigos como sempre fomos e sabes k podes sempre mas sempre contar cmg mana! Amo-te muito! E faz planos a medio prazo, nao a longo e vive o presente. Ontem o meu pai perguntou-me: “onde vamos amanha, filho?” E eu resp: “logo se ve pai. Amanha e amanha”. 🙂 🙂 🙂
    LY 💙

    Liked by 2 people

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s